Gamers em PERIGO: estudo alerta para risco de perda auditiva irreversível 13

Gamers em PERIGO: estudo alerta para risco de perda auditiva irreversível

Um estudo publicado no BMJ Public Health trouxe à luz uma preocupação significativa para saúde audição de jogadores.

A pesquisa, que revisou 14 estudos com mais de 50 mil participantes, concluiu que usuários assíduos de videogame correm maior risco de sofrer perda auditiva irreversível devido à exposição prolongada a volumes elevados.

Exposição prolongada a grandes volumes

Segundo os autores do estudo, parte do problema está no tempo que os jogadores passam expostos a volumes sonoros consideráveis.

Embora a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomende uma exposição máxima de 85 decibéis durante quatro horas por semana, os níveis médios de ruído dos fones de ouvido nos atiradores variaram entre 88,5 e 91,2 decibéis. Sons de impulso, como tiros, atingiram alarmantes 119 decibéis.

Além da relação entre videogames e perda auditiva, pesquisas mostraram risco aumentado de zumbido, uma ilusão auditiva não relacionada a fontes externas de estimulação.

A revisão analisou dados de nove países, abrangendo um total de 53.833 pessoas, e destacou que os videojogos podem ser uma fonte comum de danos auditivos.

Gamers em PERIGO: estudo alerta para risco de perda auditiva irreversível 16

A exposição prolongada a volumes elevados em videogames pode causar danos auditivos permanentes — Imagem: Freepik/Reprodução

Especialistas destacam que a exposição prolongada a volumes sonoros elevados durante sessões de exercícios jogo pode resultar em danos irreversíveis.

O limite seguro para exposição ao ruído no Brasil é de 85 decibéis durante oito horas diárias, segundo Robinson Koji, médico da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial (ABORL-CCF).

No entanto, muitos jogadores ultrapassam este limite, o que aumenta significativamente o risco de problemas auditivos em adultos jovens.

A União Internacional de Telecomunicações (UIT), em colaboração com a OMS, estabelece uma relação entre tempo e intensidade, conhecida como taxa de câmbio, para a exposição ao ruído.

Os investigadores destacam a importância de limitar a exposição, monitorizar o tempo de jogo e fazer pausas para ouvir após sessões prolongadas.

Especialistas em otorrinolaringologia alertam que outras atividades, como trabalhar em ambientes barulhentos e frequentar locais de lazer com volumes elevados, também podem prejudicar a audição.

A orientação é evitar ambientes barulhentos e, quando necessário, usar protetores auriculares.

Diante dos resultados do estudo, os cientistas enfatizam a necessidade de conscientização e mudança de hábitos entre os jogadores.

Relacionado :  Missões Fortnite do Superman: todos os desafios para desbloquear a roupa do Superman na 7ª temporada

As precauções incluem usar fones de ouvido com limitadores de volume, manter um nível de som confortável e realizar exames auditivos regulares.

O estudo também destaca a importância de explorar questões não abordadas, como o impacto da esportes eletrônicosregião geográfica, sexo e idade na perda auditiva relacionada a videogames.

Moyens I/O Staff motivou você, dando conselhos sobre tecnologia, desenvolvimento pessoal, estilo de vida e estratégias que irão ajudá-lo.