Ciência forense: entenda como besouros ajudam a solucionar crimes 13

Ciência forense: entenda como besouros ajudam a solucionar crimes

Em uma descoberta inovadora, pesquisadores da Universidade Federal do Paraná (UFPR) confirmaram que certos tipos de besouros podem ser ferramentas valiosas para investigações de homicídios.

Eles descobriram que besouros da espécie Aleochara capitinigra Isso é Aleochara leivasorumque parasitam moscas necrófagas (moscas que se alimentam de animais mortos), podem fornecer pistas significativas sobre a hora e a causa da morte.

Como os besouros ajudam a resolver crimes?

Ciência forense: entenda como besouros ajudam a solucionar crimes 16

Fuscas podem auxiliar em investigações policiais – Imagem: Ana Paula Buss/DBD/UFPR/Reprodução

Segundo o estudo, o exame desses insetos pode oferecer mais informações sobre a morte de uma pessoa e fornecer aos investigadores dados precisos e confiáveis.

Dependendo do caso, os especialistas podem até determinar se o corpo foi transportado de um local para outro, revelando informações valiosas para a solução do problema. crimes.

Os besouros e moscas que eles parasitam tendem a aparecer imediatamente após a morte de um corpo, mesmo antes da chegada da polícia.

Portanto, compreender e analisar a presença desses insetos pode fornecer uma janela temporal precisa da morte, o que pode ser um elemento crucial em uma investigação policial.

Ciência forense e o papel dos insetos

Esta nova descoberta abre caminho para que a ciência forense explore ainda mais o papel dos insetos na resolução de crimes e assassinatos.

O estudo dos insetos presentes em um cadáver, seus hábitos e funções pode trazer novas perspectivas ao campo da medicina legal.

Segundo pesquisadores da UFPR, o uso de besouros em análises forenses pode aumentar a eficácia desta Ciênciapotencialmente levando a taxas mais altas de resolução de crimes e a uma melhor compreensão dos eventos que levaram à morte de uma pessoa.

Então, da próxima vez que você avistar um besouro, lembre-se de que ele pode desempenhar um papel muito mais significativo do que você imagina – até mesmo ajudando a resolver assassinatos!

Relacionado :  11 alternativas do YouTube para algo um pouco diferente