Viajar para o espaço pode ter consequências terríveis; olhar 13

Viajar para o espaço pode ter consequências terríveis; olhar

A biologia humana evoluiu para se adaptar à vida na superfície da Terra, de modo que diferentes aspectos do ambiente externo podem afetá-la.

Esta é uma das razões que tornam as missões tripuladas prolongadas, como a exploração de Marte ou de outros planetas do Sistema Solar, um desafio.

Antes de se aventurarem em missões espaciais alargadas, os cientistas precisam de abordar os impactos da microgravidade no corpo humano.

Embora se tenham registado progressos na neutralização de algumas destas adversidades, ainda há muito a fazer nesta área. Portanto, viajar para o espaço pode não ser tão legal assim.

É claro que quando alguém passa um longo período fora de casa, ocorrem diversas mudanças no corpo humano. Tais transformações são detalhadas neste relatório, que se baseia em pesquisas realizadas pela NASAA ESA e outras agências espaciais que exploraram além do nosso planeta.

Viajar para o espaço pode ter consequências terríveis; olhar 16

Viajar para o espaço pode prejudicar o corpo – Foto: Canva Pro/Reprodução

Entenda o que pode acontecer

São muitos os impactos que uma viagem ao espaço pode ter na saúde de um astronauta. Depois de ler a lista, você provavelmente repensará sua curiosidade em explorar o Sistema solar, uma ideia que provavelmente quase todo mundo já teve pelo menos uma vez na vida. Confira!

Redução da massa muscular

A ausência de gravidade no espaço resulta na perda de massa muscular e óssea. A falta de carga exercida sobre os ossos e músculos pode causar diminuição da densidade óssea e da massa muscular.

Mudança na distribuição de fluidos

Em ambientes de microgravidade, os fluidos corporais se deslocam para a região superior, o que pode causar inchaço facial e sensação de congestão. Essa redistribuição também impacta a visão de alguns astronautas.

Impactos na visão

Alterações na visão são comuns entre os astronautas devido à redistribuição de fluidos na microgravidade.

Isso pode levar a alterações no formato dos olhos e problemas com eles, o que caracteriza a síndrome da pressão intracraniana elevada, fenômeno ainda não totalmente compreendido.

Efeitos na saúde cardiovascular

A ausência de gravidade pode interferir no sistema cardiovascular e gerar redução da capacidade aeróbica e alterações na estrutura do corpo. coração.

Relacionado :  Do amanhecer ao anoitecer, timelapse mostra como é um dia inteiro em Marte

Mudanças no sistema imunológico

A exposição prolongada ao espaço pode comprometer o sistema imunológico dos astronautas, o que aumenta a sua susceptibilidade a infecções.

Impacto na saúde gastrointestinal

A microgravidade afeta o funcionamento do sistema digestivo, desencadeando ocasionalmente problemas gastrointestinais, como prisão de ventre.

Radiação

No espaço, os astronautas enfrentam níveis mais elevados de radiação em comparação com a Terra. Apesar da proteção proporcionada pelo casco do navio, essa exposição prolongada pode ter efeitos na saúde a longo prazo.